Assista o VídeoClique acima e assista o Vídeo do Programa Mamãe Fitness

SOJA NA ALIMENTAÇÃO

Cada vez mais preocupados com a alimentação dos filhos, os pais buscam recorrer ao máximo de informações para darem aos pequenos uma alimentação saudável à base de muito nutrientes e vitaminas. Presente em muitas bebidas, inclusive sucos infantis e alimentos saudáveis, o consumo da soja causa dúvida em muitas pessoas na hora de montar uma refeição.

imagem do celular 052

Alguns mitos e verdades rodeiam o tema: a soja altera os hormônios? O consumo diário é benéfico à saúde? A partir de quantos anos a criança pode começar a consumir a soja? Essas e outras dúvidas foram esclarecidas pela Unilever Health Institute.

1. A partir de que idade a soja pode entrar na alimentação?

Desde cedo devemos incentivar as crianças a consumir alimentos mais saudáveis e ricos em nutrientes como a soja. Inclusive, o grão é recomendado para os pequenos por suas propriedades nutritivas (rica em proteínas, ácidos graxos mono e poliinsaturados, minerais – como cálcio, ferro, cobre, fósforo e zinco –, vitaminas – principalmente as do complexo B –, além de fornecer biotivos, como é o caso da proteína de soja e das isoflavonas, conhecidas como funcionais) e devido ao fato de que algumas crianças possuem intolerância a lactose ou são alérgicas a proteína do leite de vaca. Nesses casos, as bebidas à base de soja são um substituto perfeito do leite, pois existem opções no mercado com a mesma quantidade de cálcio contida na bebida de origem animal.

2. A soja altera os níveis hormonais tanto de crianças quanto de adultos?

É preciso desmistificar a soja. A soja não altera os níveis hormonais e não faz mal. Pelo contrário, a soja é rica em proteínas e carboidratos, provendo energia para o corpo e ajudando a controlar o colesterol. Crianças de qualquer idade podem consumir sucos à base de soja, mas recomendamos que aquelas menores de três anos sejam alimentadas com leite materno ou conforme orientação do pediatra.

3. Alimentos à base de soja podem fazer parte do lanche infantil?

Alimentos à base de soja podem ser destacados como candidatos a compor o lanche escolar. O primeiro deles são os néctares de frutas acrescidos de soja. Por conterem açúcar em sua composição, esses produtos não podem ser considerados dentro do grupo das frutas, mas sim como um “alimento de consumo ocasional”, em que a recomendação é de 1 porção ao dia. Assim, optando-se pela sua inclusão no lanche escolar, a família deve evitar que outros alimentos desse grupo, tais como balas, chocolates e refrigerantes sejam consumidos no restante do dia. Um aspecto que deve ser ressaltado é que, apesar de não serem considerados dentro do grupo das frutas, os néctares acrescidos de soja apresenta a vantagem, quando comparados aos néctares de fruta simples, de terem proteína em sua composição, o que melhora seu valor nutricional. Além disso, possuem ácidos graxos poli-insaturados das famílias Ômega-6 e Ômega-3.

4. Qual é a ingestão de soja recomendada para crianças?

Não existe recomendação formal sobre o consumo de soja na infância. Quando ela é considerada dentro do contexto dos grupos alimentares, para o Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, a soja se enquadra entre os feijões e recomenda-se o consumo de 1 porção desse grupo por dia. Nos Guias Alimentares para a População Brasileira, a soja encontra-se no grupo das leguminosas e recomenda-se 1 porção ao dia até os 2 anos de idade e 2 porções ao dia para crianças mais velhas.

5. A soja é um alimento nutritivo e traz muitos benefícios à saúde?

Existem diversos estudos relacionando o consumo de soja com benefícios à saúde. Além de poder melhorar os níveis de colesterol no sangue – que está relacionado à saúde do coração – outros benefícios podem ser atribuídos ao consumo de soja. Entre os principais encontram-se aqueles associados à intolerância à lactose, alergia à proteína do leite, osteoporose, obesidade, entre outros.

6. A bebida de soja é uma opção na alergia ao leite da vaca?

A bebida de soja pode ser uma alternativa ao leite de vaca para pessoas com alergia à proteína do leite ou com intolerância à lactose, desde que haja orientação clínica e nutricional em relação à adequada necessidade calórica e ingestão de todos os nutrientes para o desenvolvimento e manutenção da saúde.

Quer receber nossas dicas para tornar sua vida e do seu bebê ainda melhor?

Coloque seu e-mail abaixo e entre para nossa lista VIP!

I agree to have my personal information transfered to AWeber ( more information )

Fique tranquilo seus dados estão 100% seguros e somos totalmente contra Spam.

Comments

comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.